VALOR: Inovação aberta fomenta projetos

02/05/2018

FIMA e BR Startups são alguns dos fundos brasileiros que possuem iniciativas para aproximar startups e grandes empresas.

Ground Eye, tecnologia desenvolvida pela Tbit para realizar análise automáica de sementes. (FOTO: Divulgação)

Inovação Aberta é uma prática de troca de conhecimentos focada em acelerar a inovação interna de empresas e ampliar mercados (Henry Chesbrough, 2003). “É preciso estabelecer um ambiente que reúna tecnologia, experiência de mercado e ideias inovadoras”, diz Franklin Luzes, COO da Microsoft Participações, ao jornal Valor Econômico.

Segundo Franklin, a Microsoft tem selecionado startups para apoiar. Os investimentos e acordos de inovação aberta são orquestrados pelo fundo BR Startups, gerido pela MSW Capital. A carteira reúne recursos da Microsoft, Qualcomm, Banco Votorantim, Monsanto, BB Seguridade, Grupo Algar, ES Ventures e AgeRio.

Em 2017, a Tbit, parte da carteira do Fundo INSEED FIMA, especializada na verificação da qualidade de sementes e grãos a partir da análise de imagens, recebeu aporte de R$1 milhão da Monsanto pela BR Startups. Com o novo aporte, a empresa está desenvolvendo produtos e alinhavando planos de internacionalização.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA.