CASE IMEVE

16/02/2018

Imeve Biotecnologia já tinha 30 anos de existência quando recebeu aporte do Fundo Criatec, em 2011. A empresa apresenta soluções sustentáveis para o mercado veterinário como aditivos pro-bióticos, medicamentos para grandes animais, suplementos e produtos para a linha PET.

As soluções da empresa surgiram como uma resposta para problemas como: Restrição no uso de aditivos antibióticos na União Européia e países asiáticos; Pressão no mercado brasileiro para restrição de aditivos químicos; Animais gradativamente adquirindo resistência às soluções químicas atuais; e Tendência de migração da pecuária extensiva para confinamentos, aumentando a procura por aditivos.

Com a entrada do Criatec, a empresa obteve auxílio nas áreas de P&D, Produção, Comercial e Equipe, passando de um CAGR (taxa de crescimento acumulada) anual de 17% para 28,5%.