BUG é desinvestida

19/12/2017

Investida pela Fundo Criatec em 2009, a empresa completa o ciclo ao ser adquirida pela Koppert.

Da esq. p/ dir.: Danilo Pedrazzoli, Gustavo Herrmann e Paulo Koppert pela empresa holandesa; e Heraldo Negri e Diogo Carvalho pela BUG Agentes Biológicos (crédito: divulgação)

A INSEED Investimentos, co-gestora do Criatec, anuncia o fechamento do processo de aceleração da BUG Agendes Biológicos. A empresa, que produz e comercializa agentes de controle biológico para pragas agrícolas – em sua maioria, vespas que parasitam ovos das principais pragas das grandes culturas – foi comprada pela holandesa Koppert Biological Systems,  presente em mais de 90 países.

Em 2009, a BUG recebeu aporte de R$1,5 milhões do Fundo Criatec. Além disso, segundo Jairo Margatho, diretor de operações da INSEED, as principais ações do fundo na empresa foram “a formatação de uma estrutura de governança corporativa; a implementação da cultura de orçamento; a indicação de um executivo financeiro para auxiliar os empreendedores na gestão da companhia e, sobretudo, o auxílio na estratégia de crescimento aliado à participação ativa nas tomadas de decisão.”. Além disso, o Criatec foi responsável por trazer outros dois investidores para o desenvolvimento da empresa: Trigger e Rosag.

“No momento que decidimos investir na BUG, identificamos que a empresa tinha produtos e tecnologia de grande potencial. Sua solução de controle macrobiológico é inédita no mundo em escala de aplicação, e tem o potencial para reduzir o uso de pesticidas químicos nas plantações a custos competitivos aos produtores rurais. Entre erros e acertos, o Criatec (e os sócios investidores que trouxemos para a empresa) contribuiu decisivamente para lapidar esse diamante bruto. A BUG absorveu as práticas de governança e gestão necessárias para seu desenvolvimento, sem perder de foco uma estratégia bem definida de diferenciação no mercado mundial. Durante o período que estivemos juntos, a empresa gerou empregos, conhecimento, patentes e novos produtos que trazem maior qualidade de vida à sociedade.” analisa Eduardo Sperling, gestor regional do Criatec.

A operação foi destaque no Jornal Valor Econômico. Confira.